Terça-feira, 11 de Agosto de 2009

Sonho, mas pouco.

Em tempos quis ser cantora.

 

Cantora de palco, vibrante de luzes intensas e alvo de aplausos infindáveis.Treinava no duche, no quarto, no duche novamente...e até na garagem do prédio, só para conseguir ouvir a minha voz num outro volume, convenientemente chamado de ECO. A voz era doce e amena, sem desafio a outras mais agudas detentoras de Sis perfeitos.

 

Mãe, quero ser cantora...ou pelo menos tentar!

 

Na timidez do meu mundo, conquistei o mundo desinibido dos outros!E por meses, que mais pareceram minutos, soube o que era palrar quando todos os outros já sabiam cantar.

 

Pai, quero ser uma estrela...ou pelo menos uma pequenina parte da constelação!

 

Com a bravura que só eu conseguia identificar, aprendi a caminhar entre pautas de música em composição, que pareciam feitas só para mim...para a minha voz. Cantei e dançei um palco de coliseu e amei cantarolar músicas de Verão em palcos de arraial. Mas como os sonhos, ou assim assim, se desfazem, que nem nevoeiro, quando não são abraçados de espada e armadura, o meu não foi excepção.

 

O sonho comanda a vida...por inteiro ou em pedaçinhos de lembranças agridoces.

Hoje, sou eu quem escreve as pautas de músicas, quem pinta a clave de sol. Alimento-me desta recordação.

 

Mãe, lembraste de eu dizer que queria ser cantora?

 

 

 

publicado por raquelstp às 10:07

link do post | comentar | favorito
|

.Ora,eu sou:

.pesquisar

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30

.posts recentes

. A vida sente-se na pele!

. Objecto pouco (ou nada) a...

. Quase morte...

. Pergunto-me...

. ...

. ...

. Gosto de ti...

. Chuva no molhado...

. S.O.S ajuda...

. Batatas fritas com chanti...

.arquivos

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds